sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Peregrina


Peregrina de meus dias
Sigo em paz meu caminhar
De um tempo que passei na solidão
- te amando -
Sobraram versos soltos no papel,
Versos que nem mesmo vale
A um grande amor ser fiel.

Maria Lúcia de Almeida