quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Só mais essa vez






Naquele momento
Não se sabia
Se era só saudade
Ou se mesclava ternura.
Uma dor transitória
Que com a tarde se despedia.
Naquele momento de tantas dúvidas
- qual era mesmo a alternativa? -
Era você ou só você
Ou se levanta ou agoniza.
O tempo passou
Não há mais desculpas.
Agora é a vez,
Dê logo a partida.

Maria Lúcia de Almeida