sábado, 5 de março de 2011

Nowhere ( lugar nenhum)




Ao perceber
Que não mais existe
Um ser perdido
Em outras paragens
Ali ficou
- no escondido -
Emoção
De ser livre,
E viver pra ser feliz,
Perdeu o real motivo.
Pois, ser escravo
De pés atados
Ser contido, ser contrário
- definitivamente -
Não faz o menor sentido.

Maria Lucia de Almeida

2 comentários:

Carla Dias disse...

Maria Lúcia, suas palavras parecem que falam no meu coração, você e com certeza uma escritora ímpar! Beijinhos com carinho! Carla Dias

Maria Lúcia de Almeida disse...

Obrigada, Carla, por sua admiração e carinho. Grande beijo!