quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Uai, é isso aí.

O caipira é gente boa
Até ingênuo, quando se sente amado
Abre sua casa, abre seu peito
Fica de coração desarmado.
Mas não se iludam...
Burro, o caipira não é
Sentiu que faltou confiança, faltou verdade, faltou fé
Desconfiado...
Sai de cena, dá no pé.

Maria Lúcia de Almeida

Nenhum comentário: